Início / InQ.Acadêmica / Engenharia Ambiental / O INÍCIO DA ENGENHARIA AMBIENTAL

O INÍCIO DA ENGENHARIA AMBIENTAL

Engenharia Ambiental é uma graduação direcionada para o desenvolvimento sustentável, englobando as dimensões ecológica, tecnológica, social e econômica do meio ambiente, tendo como principal objetivo o aprimoramento de técnicas de preservação da água, ar e solo. Além, de estudar os problemas do meio ambiente para projetar, operar e construir sistemas de água e esgoto, sempre respeitando os limites de exploração ambiental.

A Engenharia Ambiental teve início há aproximadamente 30 anos, a fim de permitir que houvesse uma maior atividade econômica no planeta sem destruí-lo. O primeiro curso que entrou em funcionamento foi na Universidade Federal do Tocantins, em 09 de março de 1992, criado pela Resolução CESu nº 118, de 19 de dezembro de 1991. A Portaria nº. 1.693 de 05 de dezembro de 1994, atende ao parecer da Comissão de Especialistas no Ensino de Engenharia da Secretaria da Educação Superior (SESu/MEC), que reconhece a criação do curso pelo MEC.

O curso de Engenharia Ambiental iniciou-se no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, Campus Vitória da Conquista no segundo semestre de 2010, quando ainda era denominado CEFET. Após um intenso trabalho realizado por professores e pesquisadores do IFBA, que elaboraram desde a concepção, execução e organização no ano de 2008, o curso foi aprovado por meio da Resolução nº 12, de 15/10/2008, processo nº 23142009010/2008.

As áreas de atuação de um engenheiro ambiental atualmente são muito amplas, podendo ter mercado de trabalho em empresas públicas, privadas, de economia mista, órgãos governamentais, além de organizações sociais de interesse público e organizações não governamentais. Alguns exemplos de instituições onde o engenheiro ambiental pode atuar: Petrobrás; empresas privadas que requerem um profissional para tratar das atividades ligadas à gestão ambiental; construtoras que desenvolvem projetos ambientais e civis; secretarias de recursos hídricos; companhias de gestão dos recursos hídricos, Agência Nacional de Águas, companhias de saneamento, serviços autônomos de água e esgoto e agências reguladoras, além de órgãos ligados à legislação e fiscalização ambiental como Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Cidades, Ministério Público, IBAMA, secretarias estaduais e municipais do meio ambiente. Também há inúmeras oportunidades em consultorias que trabalham com projetos na área ambiental como abastecimento/ tratamento de água, tratamento de esgotos sanitários e industriais, resíduos sólidos urbanos e industriais, drenagem urbana, recuperação de áreas contaminadas e degradadas, estudos de impacto ambiental, certificação ambiental, planejamento ambiental, implantação de tecnologias limpas de produção, projetos de reuso de água, projetos ligados à fontes de energia renovável, dentre outros.

Sobre Micaelle Almeida

Micaelle Almeida, graduanda do curso de Engenharia Ambiental pelo IFBA - Campus Vitória Da Conquista (ingressa em 2016.2). Vasta experiência na área administrativa em Lojas. Bolsista no Inq.Ifba (Portal da inovação e qualidade)